“Que seria de nós se uma lucidez de apocalipse nos tornasse cônscios de que nada, mesmo nada vale afinal a pena. Sabemo-lo, em qualquer caso, mas temos a força e a liberdade de o negarmos, felizmente.”
(Sacramento, M., Diário, p.21)
“Se homem não é, assim, um meio apenas de chegar ao céu ou à mesa posta: é um fim em si mesmo.”
(Sacramento, M., Frátria, p.114)
“Parece que é sorte minha ir falhando aquilo em que toco.”
( Sacramento, M., Diário, p.24)
“A indiferença, a passividade, só degradam e corrompem.”
(Sacramento, M., Frátria, p.56)
“Parece que é sorte minha ir falhando aquilo em que toco.”
( Sacramento, M., Diário, p.24)

O Plano Nacional de Cinema apresenta, anualmente, um conjunto diversificado de propostas de filmes que possibilita a articulação e flexibilização curricular através do cinema. Dispõe de uma plataforma de filmes e de dossiês pedagógicos que, para além de facilitar o acesso a estes, garante o cumprimento das normas relativas à divulgação e exibição de cinema, junto das comunidades educativas. Todas as propostas estão articuladas com o PASEO.  Para mais informações, procurar a professora bibliotecária da escola sede.